Enoturismo em Valladolid

Enoturismo em Valladolid

Valladolid é a província mais completa em vinhos da Espanha, com quatro denominações de origem.

Os vinhos mais importantes de Valladolid são o tinto Ribera del Duero, o branco Rueda e o rosé Cigales. Em menor medida, também são dignos de menção os vinhos de Toro.

A grande variedade de adegas de distintas denominações de origem transformou Valladolid em um destino perfeito para o enoturismo. Além de visitar as adegas e, inclusive, nos hospedarmos em algumas que também funcionam como hotéis, podemos apreciar os espetaculares edifícios e comer em uma região privilegiada. 

Ribera del Duero

A denominação com maior valor turístico é, sem dúvidas, a Ribera del Duero, que nasce em 1982 e já reúne mais de 280 adegas.

O roteiro da Ribera del Duero transcorre entre Valladolid e Peñafiel, um povoado situado a 50 quilômetros da capital. Peñafiel é o povoado mais importante da rota e é onde encontraremos o Museu Provincial do Vinho, instalado no famoso castelo.

As adegas mais importantes da Ribera del Duero são:

  • Vega Sicilia: Hoje em dia, não acreditamos que haja alguém que não julgue adequadamente essa denominação, já que é uma das mais apreciadas pelos experts em vinho. A adega de Vega Sicilia está situada em Valbuena de Duero.
  • Protos: Adega emblemática projetada por Richard Rogers. Localiza-se em Peñafiel.
  • Arzuaga Navarro: Uma das adegas melhor preparadas para o enoturismo: possui restaurante, hotel e visitas guiadas tanto pelo exterior quanto pelo interior. A adega está em Quintanilla de Onésimo.

Rueda

Rueda é a primeira denominação de origem da zona, criada em 1980, e compreende mais de cinquenta adegas. A rota pelas adegas não é tão importante como a da Ribera del Duero, ainda que existam três locais para visitar: Rueda, Tordesillas e Medina del Campo.

As adegas mais importantes estão em Rueda e são: Yllera, Hijos de Alberto Gutiérrez e Antaño.

Ademais das adegas, vale a pena visitar o povoado de Tordesillas e o Castelo de la Mota, em Medina do Campo.

Cigales

É a terceira denominação de origem por tamanho. Seus vinhos claretes sempre fizeram muito sucesso no norte da Espanha e em Madrid. Devido à qualidade, hoje em dia pode ser encontrado em qualquer região da Espanha. 

É uma denominação que começa a produzir vinhos tintos de ótima qualidade. Devemos mencionar a Adega Museum, premiada internacionalmente.  

O que mais irá surpreender o turista, provavalmente, será a paisagem da Tierra de Campos. Para hospedar-se, a melhor opção é ficar em Valladolid capital. 

Toro

Abarca apenas quatro povoados da província, mas neles se encontram as principais adegas dessa denominação.  

Pode-se visitar as adegas de Dos Victorias, em San Román de Hornija, e Sietecerros e Maurodos, em Pedrosa del Rey.